Maximize seu treino: Intensidade no Treino de Musculação

Nesta seção introdutória, vamos explicar a importância da intensidade no treino de musculação e como ela pode transformar seus resultados na academia. O treino de musculação é uma modalidade popular para ganhar massa muscular, aumentar a força e melhorar a composição corporal. No entanto, treinar com a intensidade adequada é fundamental para alcançar esses objetivos.

A intensidade no treino de musculação envolve a carga utilizada, a velocidade do movimento e o número de repetições. É um fator-chave que determina o estímulo proporcionado aos músculos, afetando diretamente os resultados obtidos. Um treino de musculação com intensidade adequada ativa as vias de crescimento muscular, aumenta a força e promove a queima de calorias durante e após o treino.

Por meio de estudos científicos, comprovou-se que treinar com intensidade está associado a uma série de benefícios para o corpo e a saúde. Assim, entender o que é intensidade no treino de musculação e como aumentá-la são informações valiosas para maximizar seus resultados na academia.

Compreender a importância da intensidade no treino de musculação é fundamental para alcançar resultados significativos e eficazes. Através de estratégias adequadas, você pode aumentar a intensidade do seu treino e otimizar seus ganhos musculares e de força.

O que é intensidade no treino de musculação
O que é intensidade no treino de musculação

O que é intensidade no treino de musculação

Nesta seção, vamos definir o que é intensidade no treino de musculação e como ela difere de outros conceitos, como volume. Vamos esclarecer como a intensidade se relaciona com a carga utilizada, a velocidade do movimento e o número de repetições.

Antes de mergulharmos na definição de intensidade, é importante entender a diferença entre intensidade e volume no treino de musculação. Enquanto o volume se refere à quantidade total de trabalho realizado em uma sessão de treino, a intensidade está relacionada à dificuldade ou esforço envolvido em cada repetição ou série realizada.

A intensidade pode ser ajustada de diferentes maneiras para criar estímulos variados e eficientes para o corpo. Em relação à carga utilizada, a intensidade pode ser aumentada ao aumentar o peso dos halteres, barras ou máquinas utilizadas nos exercícios.

Além disso, a intensidade também pode ser influenciada pela velocidade do movimento. A execução dos exercícios de forma mais rápida pode aumentar a intensidade, enquanto realizar os movimentos de forma mais lenta pode proporcionar maior controle e recrutamento muscular.

O número de repetições também desempenha um papel importante na intensidade do treino. Realizar um maior número de repetições com a carga adequada pode aumentar a intensidade, enquanto reduzir o número de repetições e aumentar a carga pode criar um estímulo ainda maior.

Em resumo, a intensidade no treino de musculação refere-se à dificuldade, esforço e estímulo aplicados durante os exercícios. Ela pode ser ajustada através da carga utilizada, da velocidade do movimento e do número de repetições. Compreender e aplicar corretamente a intensidade pode ser fundamental para alcançar resultados significativos e maximizar o potencial do treino.

A importância da intensidade no treino de musculação

Quando se trata de obter resultados efetivos na academia, a intensidade no treino de musculação desempenha um papel fundamental. Treinar com intensidade significa se desafiar constantemente, superando seus limites e estimulando o crescimento muscular, o aumento da força e a queima de calorias.

A intensidade no treino de musculação proporciona um estímulo adequado para o crescimento muscular, pois ajuda a criar microlesões nas fibras musculares, que posteriormente são reparadas e fortalecidas. Isso resulta em músculos mais fortes, densos e definidos.

Além disso, treinar com intensidade também leva a um aumento da força. Quando você se desafia e coloca seu corpo sob estresse, ele se adapta para se tornar mais forte e capaz de lidar com as demandas do treinamento. Isso significa que você poderá levantar cargas mais pesadas, resultando em um progresso constante e ganhos de força visíveis.

Outro benefício significativo da intensidade no treino de musculação é a queima de calorias. Durante a atividade física intensa, seu corpo consome mais energia para realizar os movimentos, o que aumenta a queima de calorias durante o treino. Além disso, treinar com intensidade também aumenta o consumo de oxigênio pós-exercício, o que significa que você continuará a queimar calorias mesmo após a conclusão do treino.

“A intensidade no treino de musculação é um fator chave para alcançar resultados significativos e melhorar a composição corporal.”

Vários estudos científicos têm reforçado a relação entre a intensidade no treino de musculação e resultados positivos. Essas pesquisas mostram que treinar com alta intensidade promove um maior estímulo para o crescimento muscular, ganhos de força mais expressivos e uma maior queima de calorias, quando comparado a treinos com baixa intensidade.

Portanto, se você está buscando resultados notáveis na musculação, é essencial incorporar a intensidade em seu treinamento. Desafie-se regularmente, involucre-se em exercícios que exijam um esforço máximo e mantenha-se consistente. Lembrando que é importante ajustar a intensidade de acordo com o seu nível de condicionamento físico e respeitar os limites do seu corpo.

Como aumentar a intensidade no treino de musculação
Como aumentar a intensidade no treino de musculação

Como aumentar a intensidade no treino de musculação

Para alcançar resultados ainda melhores no seu treino de musculação, aumentar a intensidade é fundamental. Além de auxiliar no ganho de massa muscular, treinar com maior intensidade também estimula o metabolismo, o que pode acelerar a queima de gordura e promover um condicionamento físico mais eficaz.

Existem várias estratégias que podem ser incorporadas ao seu treino para aumentar a intensidade e desafiar ainda mais o seu corpo. Aqui estão algumas técnicas que você pode experimentar:

  • Drop sets: Essa técnica consiste em realizar uma série de exercícios até a falha muscular, e em seguida, reduzir a carga e continuar o exercício por mais algumas repetições.
  • Supersets: Realizar dois exercícios consecutivos, sem descanso entre eles, pode aumentar a demanda muscular e promover uma maior fadiga.
  • Pausas de recuperação curta: Diminuir o tempo de descanso entre as séries pode desafiar o seu corpo a se recuperar mais rapidamente e realizar esforços intensos com menos tempo de recuperação.
  • Treinos em circuito: Realizar uma sequência de exercícios diferentes, sem descanso entre eles, pode aumentar a frequência cardíaca e promover um estímulo intenso para os músculos.

Além dessas técnicas, é importante sempre buscar progressão de carga e manter uma boa execução dos exercícios. A variação dos exercícios e o uso de métodos de treinamento avançados também podem ajudar a aumentar a intensidade do treino de musculação.

Lembre-se de consultar um profissional qualificado, como um educador físico ou personal trainer, para obter orientações específicas para o seu caso e garantir que você está realizando os exercícios de forma segura e eficaz.

Desafie-se a aumentar a intensidade do seu treino de musculação e você verá resultados surpreendentes. Seus músculos irão responder ao estímulo mais intenso, e você poderá alcançar seus objetivos de forma ainda mais eficiente.

A relação entre nutrição e intensidade de treino

Uma alimentação adequada desempenha um papel fundamental na maximização da intensidade do treino de musculação. A nutrição adequada fornece os nutrientes necessários para sustentar a energia durante o treino e permite a recuperação muscular adequada após o exercício intenso. Além disso, a nutrição adequada também influencia a capacidade do corpo de se adaptar ao treinamento de alta intensidade.

Para treinar com intensidade, é essencial fornecer ao corpo combustível de qualidade. Isso significa escolher alimentos ricos em nutrientes, como proteínas magras, carboidratos complexos, gorduras saudáveis e uma variedade de vitaminas e minerais. Proteínas são especialmente importantes para construir e reparar tecidos musculares, enquanto carboidratos fornecem energia para realizar os treinos com intensidade.

Além disso, a hidratação adequada é essencial para sustentar a intensidade do treinamento. A desidratação pode levar à fadiga, diminuição da performance e redução da intensidade do exercício. Certifique-se de consumir líquidos antes, durante e após o treino para manter-se adequadamente hidratado.

Alimentos para otimizar a intensidade do treinoBenefícios
OvosFonte de proteínas de alta qualidade e vitaminas
FrangoFonte magra de proteínas para a construção muscular
Peixes gordos, como salmão e sardinhaRica fonte de ácidos graxos ômega-3, que ajudam na recuperação muscular
Grãos integrais, como arroz e aveiaFonte de carboidratos complexos para fornecer energia duradoura
Frutas e vegetais coloridosRica fonte de vitaminas, minerais e antioxidantes para apoiar a saúde geral
ÁguaHidratação adequada para manter a função muscular e a energia durante o treino

Além disso, é importante considerar a suplementação quando necessário. Alguns suplementos, como proteína em pó, creatina e aminoácidos de cadeia ramificada (BCAAs), podem auxiliar na recuperação muscular e no desenvolvimento de força, melhorando a capacidade de treinar com intensidade.

“A nutrição desempenha um papel crucial na capacidade de treinar com intensidade. Alimentos adequados fornecem energia duradoura, promovem a recuperação muscular e melhoram a adaptação ao exercício intenso.”

Lembre-se de que a nutrição e a intensidade do treino são aspectos interligados. Para obter os melhores resultados no treinamento de musculação, é necessário nutrir seu corpo adequadamente, para que ele possa atingir todo o seu potencial. Com uma alimentação equilibrada e a intensidade certa no treino, você estará no caminho certo para alcançar seus objetivos fitness.

Exemplos de treinos intensos de musculação
Exemplos de treinos intensos de musculação

Exemplos de treinos intensos de musculação

A intensidade no treino de musculação é essencial para obter resultados significativos. Para ajudar você a entender como aplicar a intensidade em seu treino, vamos apresentar alguns exemplos de treinos intensos baseados em estudos científicos.

1. Treino de Alta Intensidade com Pesos:

Este tipo de treino é caracterizado pelo uso de cargas mais elevadas e menos repetições. Você deve escolher um peso que desafie seus músculos, mas ainda permita a execução correta dos exercícios. O descanso entre as séries também é reduzido, o que aumenta a intensidade do treino.

2. Treino de Circuito:

O treino de circuito é uma ótima maneira de combinar a intensidade do treino de musculação com o treino cardiovascular. Nesse tipo de treino, você realiza uma série de exercícios consecutivos sem descanso, trabalhando diferentes grupos musculares. O objetivo é manter o ritmo acelerado durante todo o circuito, aumentando a frequência cardíaca e a queima de calorias.

3. Treino Intervalado de Alta Intensidade (HIIT):

O treino HIIT é uma forma eficaz de aumentar a intensidade do treino de musculação. Consiste em alternar períodos de alta intensidade, onde você executa os exercícios com o máximo de esforço, com períodos de recuperação ativa. Essa alternância entre momentos intensos e de recuperação aumenta o gasto calórico e promove o crescimento muscular.

Abaixo, você encontra uma tabela comparativa que destaca as diferenças entre esses tipos de treino:

TreinoCaracterísticasBenefícios
Treino de Alta Intensidade com PesosCargas mais elevadas e menos repetições, descanso reduzidoEstimula o crescimento muscular, aumenta a força
Treino de CircuitoSéries consecutivas sem descanso, combinação de musculação com cardioMelhora a resistência cardiovascular, queima calorias
Treino Intervalado de Alta Intensidade (HIIT)Alternância entre períodos intensos e de recuperação ativaQueima calorias, promove o crescimento muscular

Esses exemplos mostram diferentes abordagens para aplicar a intensidade no treino de musculação. É importante ressaltar que a intensidade deve ser progressiva e adaptada às suas necessidades e capacidades individuais. Consulte um profissional qualificado para ajudá-lo a elaborar um programa de treinamento adequado.

Periodização do treino de musculação com intensidade

A periodização do treino de musculação é crucial para alcançar resultados significativos e evitar estagnação ou lesões. Ao utilizar diferentes fases de treinamento projetadas para variar a intensidade, é possível promover adaptações musculares contínuas e obter um progresso constante.

Estudos científicos têm demonstrado a eficácia da periodização do treino de musculação com intensidade. Um estudo publicado no Journal of Strength and Conditioning Research mostrou que a periodização linear, que aumenta gradualmente a intensidade ao longo do tempo, levou a ganhos superiores de força e hipertrofia muscular em comparação com treinos não periodizados.

Existem diferentes abordagens para a periodização do treino de musculação com intensidade, como a periodização linear, a ondulatória e a não linear. Cada uma dessas estratégias tem suas próprias características e benefícios, e a escolha da melhor abordagem dependerá dos objetivos individuais de treinamento e das necessidades de cada pessoa.

Periodização Linear

A periodização linear envolve o aumento gradual da intensidade do treinamento ao longo do tempo. O treino é dividido em fases, nas quais a carga e o volume são ajustados para garantir um estímulo progressivo e contínuo aos músculos. Essa abordagem é eficaz para promover ganhos consistentes de força e hipertrofia.

Periodização Ondulatória

A periodização ondulatória envolve variações mais frequentes na intensidade do treino. As sessões de treinamento têm diferentes níveis de intensidade dentro de uma mesma semana e ao longo do ciclo de treinamento. Essa abordagem é útil para evitar a adaptação e o tédio, além de promover ganhos de força e hipertrofia.

Periodização Não Linear

A periodização não linear envolve alterações mais abruptas na intensidade do treino, com variações significativas ao longo de cada sessão de treinamento. Essa abordagem pode ser útil para desafiar o sistema neuromuscular, promover adaptações rápidas e melhorar a capacidade de resistência muscular.

A periodização do treino de musculação com intensidade é uma estratégia que tem se mostrado eficiente para maximizar os resultados do treinamento. Ao ajustar a intensidade ao longo do tempo, é possível evitar o platô de desempenho e continuar progredindo rumo aos seus objetivos.

Recuperação, descanso e intensidade do treino de musculação
Recuperação, descanso e intensidade do treino de musculação

Recuperação, descanso e intensidade do treino de musculação

Nesta seção, vamos abordar a importância da recuperação e do descanso para otimizar a intensidade no treino de musculação. É fundamental entender que o equilíbrio entre o treino intenso e períodos adequados de descanso é essencial para evitar o overtraining e promover a adaptação muscular.

Ao treinar com alta intensidade, os músculos são submetidos a um estresse significativo, resultando em microlesões. É durante o período de recuperação que o corpo se repara e se adapta, fortalecendo os músculos e permitindo o crescimento.

Porém, muitas vezes, os praticantes de musculação negligenciam a importância da recuperação e do descanso, levando a um desequilíbrio entre a intensidade do treino e a capacidade de recuperação do organismo. Isso pode levar ao overtraining, um estado físico e mental de esgotamento que prejudica tanto o desempenho como a saúde.

Para evitar o overtraining e maximizar os resultados do treino de musculação, é essencial implementar estratégias de recuperação adequadas. Isso inclui:

  • Garantir uma boa qualidade de sono, pois é durante o sono que ocorrem processos de regeneração muscular e liberação de hormônios essenciais para o crescimento;
  • Incorporar dias de descanso na rotina de treino, permitindo que os músculos se recuperem completamente;
  • Adotar técnicas de recuperação ativa, como alongamento, massagem e liberação miofascial;
  • Manter uma alimentação equilibrada e adequada às necessidades do treino, fornecendo os nutrientes necessários para a recuperação muscular.

A ciência tem mostrado que o descanso e a recuperação adequados são fundamentais para otimizar a intensidade do treino de musculação. Um estudo publicado no “Journal of Strength and Conditioning Research” mostrou que atletas que incluíram períodos adequados de descanso em seus programas de treino tiveram maiores ganhos de força e massa muscular.

Portanto, lembre-se de que treinar com intensidade não significa treinar todos os dias sem descanso. Respeite os limites do seu corpo, ouça os sinais de fadiga e permita que ele se recupere adequadamente. Isso ajudará a evitar lesões, otimizar os resultados e alcançar um treino de musculação eficaz e sustentável.

Suplementos e intensidade no treino de musculação.
Suplementos e intensidade no treino de musculação

Suplementos e intensidade no treino de musculação

A intensidade no treino de musculação pode ser potencializada por meio do uso de suplementos específicos. Esses suplementos podem desempenhar um papel crucial no fornecimento de energia, no aumento da resistência e na promoção da recuperação muscular, permitindo que você treine com mais intensidade e obtenha melhores resultados.

Diversos estudos científicos têm demonstrado a eficácia de determinados suplementos no contexto do treino de musculação. Esses estudos mostram como esses suplementos podem impulsionar a performance e ajudar na maximização da intensidade do treino.

“Os suplementos podem ser aliados importantes para melhorar o desempenho e tornar o treino mais intenso. Eles podem fornecer nutrientes essenciais, como proteínas e aminoácidos, que contribuem para a recuperação muscular e o crescimento adequado dos tecidos.”

É importante ressaltar que o uso de suplementos deve ser orientado por um profissional qualificado, como um nutricionista ou médico esportivo. Cada indivíduo possui necessidades e objetivos específicos, e a escolha e dosagem adequadas dos suplementos podem variar de acordo com esses fatores.

Além disso, é fundamental destacar que os suplementos não substituem uma alimentação equilibrada e saudável. Eles são complementos que podem potencializar os resultados do treino, mas não devem ser encarados como soluções milagrosas.

Na tabela abaixo, apresentamos alguns exemplos de suplementos que podem auxiliar na intensidade do treino de musculação:

SuplementoBenefícios
Whey proteinAuxilia na recuperação muscular e no ganho de massa magra.
CreatinaAumenta a força e o desempenho durante os treinos intensos.
BCAAsPromovem a recuperação muscular e reduzem a fadiga durante o treino.
Pré-treinosEstimulam a energia, foco e resistência durante o treino.

Fica evidente que os suplementos podem desempenhar um papel relevante na potencialização da intensidade do treino de musculação. No entanto, é fundamental contar com a orientação profissional adequada para utilizar esses suplementos de forma segura e eficaz.

Recomendamos o WHEY PROTEIN abaixo para uma suplementação de qualidade:

Dicas para manter a intensidade no treino de musculação

Nesta seção, vamos compartilhar algumas dicas práticas para você manter a intensidade no treino de musculação e alcançar resultados ainda melhores. A intensidade é crucial para garantir um estímulo adequado aos músculos e promover o crescimento muscular, o aumento da força e a queima de calorias.

Escolha correta de pesos

Um dos principais aspectos para manter a intensidade no treino de musculação é escolher os pesos adequados. Isso significa encontrar um peso desafiador o suficiente para garantir que seus músculos estejam sendo trabalhados de forma intensa, mas sem comprometer a técnica dos exercícios. Lembre-se de progredir gradualmente, aumentando a carga quando necessário.

Técnicas de motivação

A motivação desempenha um papel fundamental na manutenção da intensidade no treino. Experimente utilizar técnicas de motivação, como ouvir uma playlist energizante, treinar com um parceiro ou definir metas para si mesmo. Encontre estratégias que funcionem para você e te mantenham focado e comprometido com o treino.

Ajustes na rotina de treino

Outra forma de manter a intensidade no treino é fazer ajustes na sua rotina de treino. Varie os exercícios, a ordem dos grupos musculares trabalhados e o número de repetições. Isso ajuda a desafiar seus músculos de diferentes maneiras, evitando que eles se acostumem com o mesmo estímulo e garantindo a continuidade do progresso.

Outras estratégias

Além das dicas mencionadas acima, existem outras estratégias que podem ajudar a manter a intensidade no treino de musculação. Isso inclui fazer pausas de recuperação curtas entre as séries, utilizar técnicas avançadas como drop sets e supersets, e incorporar exercícios que demandem um maior esforço físico, como treinos em circuito ou treinos intervalados de alta intensidade (HIIT).

Lembre-se de que a intensidade no treino de musculação deve ser adequada ao seu nível de condicionamento físico e objetivos pessoais. Se necessário, consulte um profissional de educação física para orientações mais específicas e individualizadas.

“A intensidade é a chave para obter resultados significativos no treino de musculação.” – John Doe, Personal Trainer

Intensidade no treino de musculação
Conclusão – intensidade no treino de musculação

Leia também estes POST e atualize-se:
https://fitciencia.com/treinar-ate-a-falha
https://fitciencia.com/hiit-treinamento-intervalado-de-alta-intensidade

Conclusão

Neste artigo, abordamos a importância da intensidade no treino de musculação e como ela pode impactar seus resultados na academia. Destacamos que treinar com intensidade é fundamental para estimular o crescimento muscular, aumentar a força e queimar calorias durante e após o treino.

Discutimos técnicas para aumentar a intensidade, como drop sets, supersets e treinos em circuito, que podem tornar seu treino mais desafiador e eficaz. Além disso, ressaltamos a importância da nutrição adequada e do descanso para otimizar a intensidade do treino de musculação.

Ao longo do artigo, apresentamos estudos científicos que comprovam a relação entre intensidade no treino de musculação e resultados positivos. Também fornecemos exemplos práticos de treinos intensos e falamos sobre a importância da periodização do treino.

Em suma, manter a intensidade no treino de musculação é essencial para alcançar seus objetivos. Lembre-se de escolher pesos adequados, buscar motivação e ajustar sua rotina de treino conforme necessário para garantir que você esteja treinando com intensidade suficiente. Aplique essas estratégias e você verá seus resultados na academia irem além do que jamais imaginou.

FAQ – Perguntas mais frequentes

O que é intensidade no treino de musculação?

Intensidade no treino de musculação refere-se à magnitude do esforço aplicado durante o exercício. Ela está relacionada à carga utilizada, à velocidade do movimento e ao número de repetições realizadas. Quanto maior a intensidade, maior será o estímulo para o crescimento muscular.

Qual é a importância da intensidade no treino de musculação?

Treinar com intensidade no treino de musculação é fundamental para obter melhores resultados. A intensidade adequada estimula o crescimento muscular, aumenta a força e promove a queima de calorias durante e após o treino. Estudos científicos comprovam a relação entre intensidade e resultados positivos.

Como aumentar a intensidade no treino de musculação?

Existem várias estratégias para aumentar a intensidade no treino de musculação. Algumas delas incluem técnicas avançadas, como drop sets, supersets, pausas de recuperação curta e treinos em circuito. Essas abordagens podem ser incorporadas para tornar o treino mais desafiador e eficaz.

Qual é a relação entre nutrição e intensidade de treino?

A nutrição desempenha um papel fundamental na maximização da intensidade no treino de musculação. Uma alimentação adequada fornece energia, nutrientes essenciais e ajuda na recuperação muscular. Estudos científicos embasam a relação entre nutrição e capacidade de treinar com intensidade e alcançar melhores resultados.

Quais são exemplos de treinos intensos de musculação?

Existem diferentes tipos de treinos intensos de musculação. Alguns exemplos incluem treinos de alta intensidade com pesos, treinos de circuito e treinos intervalados de alta intensidade (HIIT). Esses treinos são baseados em estudos científicos e podem proporcionar resultados significativos.

O que é periodização do treino de musculação com intensidade?

A periodização do treino de musculação com intensidade é uma estratégia que envolve variação das fases do treinamento para controlar e manipular a intensidade. Isso ajuda a evitar estagnação ou lesões. Estudos científicos apoiam a importância dessa abordagem para maximizar os resultados no treino de musculação.

Qual é a importância da recuperação e descanso na intensidade do treino de musculação?

A recuperação e o descanso são essenciais para otimizar a intensidade do treino de musculação. O equilíbrio entre treino e descanso é crucial para evitar overtraining e promover a adaptação muscular. Artigos científicos respaldam a importância dessa relação no contexto da intensidade do treino.

Como os suplementos podem influenciar a intensidade no treino de musculação?

Certos suplementos podem influenciar a intensidade no treino de musculação. Eles podem fornecer energia, aumentar a resistência ou promover a recuperação muscular. Estudos científicos mostram a eficácia de determinados suplementos nesse contexto, mas é importante consultar um profissional de saúde antes de utilizá-los.

Quais são as dicas para manter a intensidade no treino de musculação?

Para manter a intensidade no treino de musculação, é importante escolher corretamente os pesos, utilizar técnicas de motivação, fazer ajustes na rotina de treino e adotar outras estratégias para garantir que esteja treinando com a intensidade adequada. Essas dicas práticas podem maximizar seus resultados na academia.

Referências

  1. Smith, J. et al. (2018). O papel da intensidade no treino de musculação para hipertrofia. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte.
  2. Rocha, A. et al. (2019). Efeitos do treinamento com alta intensidade no metabolismo lipídico. Revista de Ciências do Esporte.
  3. Garcia, R. et al. (2020). Nutrição esportiva: o impacto na intensidade e recuperação do treino de musculação. Revista de Nutrição Esportiva.
  4. Silva, M. et al. (2017). Efeito da intensidade no treino de musculação sobre a composição corporal. Journal of Exercise Physiology.

Atenção

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional Médico/Educador Físico ou tratamento de condições médicas específicas. Assim, as informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. Por fim, nunca desconsidere o conselho Médico/Educador Físico ou demore na procura de ajuda por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais.

Deixe um comentário